Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Anciedade e Controle de Peso

ANSIEDADE E CONTROLE DE PESO

O que é Ansiedade?

De maneira sintética, a ansiedade pode ser definida como um estado emocional que ocorre na eminência de uma situação de perigo. A ansiedade é, portanto o nome dado a resposta emocional ocorrida diante de uma situação de emergência em que a pessoa precisa reagir rapidamente e com muita eficiência. Deste modo, compreendemos que a ansiedade pode trazer benefícios, pois faz parte de um conjunto de respostas do organismo que o habilita para ações e reações comportamentais e motoras diante de perigo ou ameaça, livrando-nos então de situação tão negativa. Entretanto, o problema estará no momento em que esta emoção é percebida sem motivos aparentes ou reais ou quando a ansiedade ocorre de maneira desproporcional ao estímulo que a originou.

Com a atual ditadura da magreza, um maior número de pessoas se tornou ansiosa, e os distúrbios alimentares (anorexia, bulimia, etc) aparecem como fatores presentes. Isto quer dizer que a ansiedade está presente em nível elevado, podendo estar relacionada ao excesso de peso, a preocupação exagerada em perder peso, pressões em relação a sua imagem corporal, estresse diário, etc.

No caso do indivíduo sentir as reações características de ansiedade (objetivas como taquicardia, excesso de suor e subjetivas como as sensações e até angústia percebida) e apresentar comportamentos alimentares descontrolados relacionados, nem sempre indica que a ansiedade é o elemento desencadeador destes comportamentos, mas que são dois tipos de respostas presentes diante de outras circunstancias não percebidas ou identificadas. Isto quer dizer que não é necessariamente a ansiedade que te leva a comer, mas o ato de comer e as sensações de ansiedade acontecem próximos e assim os relacionamos.

A idéia de que todo obeso sofre de ansiedade em algum momento na vida é defendida por vários psiquiatras. Mesmo quando a causa da gordura está na tireóide, devido ao baixo metabolismo, a pessoa passa a sofrer de ansiedade depois que se vê gorda. Por isso é que a ansiedade pode ser a causa primária ou secundária da obesidade – embora esteja sempre a seu lado. A qualidade de vida e o nível de estresse podem estar envolvidos neste complexo sistema e as sensações de ansiedade e o mau comportamento alimentar podem ser apenas sintomas, que, no fundo, indicam a necessidade de rever muitos parâmetros em sua vida.

O gosto pelo que faz e, sobretudo a capacidade de usufruir e aproveitar cada momento e situação são de suma importância na vida do indivíduo. Temos que ter prazer nas nossas atividades do dia-a-dia, em nosso lazer e nas nossas relações pessoais, de modo que não precisemos buscar satisfação no alimento. O prazer e a satisfação são grandes fontes de liberação de serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar. Mas, veja bem, o prazer tem que vir da sua vida e não pelo hábito de comer alimentos supercalóricos, como doces, frituras, chocolates, etc.

Por fim, não podemos esquecer que os exercícios físicos liberam as endorfinas, substâncias estas, que também garantem a sensação de bem-estar físico e emocional. Exercitando-se, come-se menos quando se está ansioso. Utilize a ansiedade a seu favor, não deixe que ela desequilibre sua vida e até seu peso corporal.


fonte: Sentir Bem, net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, deixe o seu aqui!!!